LOGO BRANCA.png
H-AL - Backstage - Vitor Augusto (113).J

a casa 

H-AL

"a alegria de fazer isso acontecer é a justa recompensa"

A H-AL produz Arte Têxtil desde 2007, com parâmetros de ecodesign e retalhos de confecções. Tem a performance presente na concepção e fabricação das peças e traz assuntos que abrem diálogos por onde a vestimenta passe.

 

A dupla Alexandre Linhares e Thifany F. possui uma linguagem autoral intuitiva com propostas inesperadas. Sua marca registrada se mantém com valores e processos cada vez mais inegociáveis no sistema da moda, como upcycling, redesign, zero waste, localvore e economia circular. Uso aleatório de tecidos misturados sem lógica aparente. Desfiles e apresentações nada convencionais, coleções sem tema e modelos fora do padrão. O conjunto da obra leva a pensar sobre novas possibilidades éticas e estéticas na moda. Assinam os figurinos de Elza Soares em "Planeta Fome" e "A Mulher do Fim do Mundo"

os criadores

Alexandre Linhares pensa a roupa como estandarte para a expressão individual. Se utiliza do próprio corpo no processo criativo, aliado à performance. Sua incessante busca pelo novo atravessa a experimentação têxtil como sentido de vida. 

Thifany F. tem como tema de sua pesquisa a filosofia tradicional e contemporânea, e a contemplação interna, com foco na infância, na ancestralidade e nos saberes femininos. Tem a poesia e a fotografia como suportes e síntese do seu pensamento.

H-AL - ID Fashion - Mel Gabardo (4)2.jpg
H-AL - Walterci Santos (112)2.jpg

manifesto

sustentável

a  busca pela sustentabilidade é algo que precisa ser vivido no dia a dia, caso contrário é impossível produzir produtos o mais próximo possível do ideal sustentável (nominamos aqui o respeito ao ciclo natural da biosfera e o menor impacto ao meio ambiente)  a nossa produção e consumo é reflexo de nossa visão de mundo.

 

sustentabilidade também é a maneira como nos relacionamos com os seres, os colaboradores não nasceram  para nos servir, eles também têm  seus desejos e sonhos. assim como os animais que habitam o mesmo planeta, aqui relacionamos o planeta com o ateliê e o prato de comida com a linha produtiva.  ​  

 

Na H-AL trabalhamos com economia circular e zero resíduos, desde 2007.

 

"A pesquisa surgiu durante os anos e foi se aprimorando em cursos de eco e slow design. O instinto de conservação ambiental e a busca por não desperdiçar o dinheiro investido e pelo não descarte sempre foram naturais em nós e não acreditávamos que isso era diferencial - era sim nossa obrigação como empresários e como cidadãos."

IMG (326).jpg

arte

o processo é maior que o resultado do trabalho em si

a construção da narrativa e da poética é nela mesma um tratado artístico integral

as mãos como pincéis, o pano como barro, corpo suporte 

coleções pensadas como álbuns, desdobradas de roteiros/ em performances/ para canções

peças de arte vestíveis

autoria

um trabalho genuíno e assinado que carrega em si o traço do autor - é isso que perseguimos e que não nos abandona, que buscamos mutuamente um no outro: a criação acredita em nós e nós confiamos no seu processo. a obra surge de acordo com o nosso mundo interno e é feita do mesmo tecido dos nossos sonhos e do mesmo líquido que hidrata a ponta dos nossos dedos. é só por isso que nós acreditamos no novo.

H-AL - Backstage - Vitor Augusto (115)-m
DSC_1165.jpg

plural

idade

 "Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante... Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que normalidade é uma ilusão imbecil e estéril."

Oscar Wilde

a produção

audiovisual na quarentena

_MG_6070-min.jpg

figurinos

é como se fizéssemos parte da banda, nos sentimos em cima do palco cantando junto, dançando junto, atuando junto... e muitas vezes gritamos "ação!". desde sentados num bar com violão no colo, até trocando o dia pela noite dentro de um estúdio cinematográfico, de roupa íntima a cenário, dançando, cantando e tocando vários instrumentos, já ajudamos a contar algumas histórias em universos paralelos e mundos fantásticos. "fazer figurinos preenche a nossa alma"