sobre/about:

H-AL  Alexandre Linhares & Thifany F.

Alexandre Linhares:


Alexandre Linhares Neto, conhecido como Alexandre Linhares (Curitiba, 23 de julho de 1983) é um estilista, eco-designer, performer, video-maker, figurinista, produtor e professor brasileiro. É considerado "a grata revelação da moda de nosso tempo" pela jornalista Adélia Maria Lopes e "um dos mais importantes artistas visuais de Curitiba" pela galerista e marchand Zilda Fraletti. É visto como uma referência no pensar moda e um exemplo de trabalho genuinamente autoral.


Sua carreira na moda começa em 2002 quando foi premiado na categoria Estilo Brasil na Francal Top de Estilismo, em São Paulo. Criou, com Lino Jr., a marca NUvem em 2002, residente no Mercado Mundo Mix e na loja Versus Brasil. Atuou como diretor criativo da NUvem até 2003 quando passa a experimentar outras superfícies planas e rígidas como outdoors e placas. Nesse período, Alexandre posa como modelo para artistas, fotógrafos e estudantes de cinema como Inajara Constantino, Magno Montreal, Bruna Zureck, Camila Yumi e Felipe Della Bruna. Tem parte da exposição "olhares do Belo" censurada no SESC Centro em 2003 por conter fotografias de nu masculino. A frase de "tinha um pênis dentro de um aquário" ressoa,  e como resultado propõe uma temporada de exposições em casas noturnas em Curitiba. Veste e produz artistas do underground curitibano como Gloria Godiva e Maite Schneider, produz e atua em peças de teatro, protagoniza Sofá, JesuspraCristo e o vídeo DaTrançaTrama. Produz intensamente em vídeo e performance. Apresenta em 2005 "Merda, amor, morte" no Lola Café, com vinil adesivo, jornal e fotos suas nu, em curadoria de Magno Montreal e no ano seguinte "Mil Vezes Maldita" no Nick Havana, uma experimentação em assemblage com curadoria de Fernanda Ochetski. Conclui o curso de Design de Produto na UFPR em 2007. Especializa-se em Eco-Design em 2015 pela Escola Design ao Vivo.

Thifany F.:


Thifany Noelle Faria, conhecida como Thifany F. (Paranaguá, 12 de fevereiro de 1987) é uma administradora, gestora, estilista, performer, figurinista e maquiadora brasileira. É facilitadora de meditação e estudos budistas tibetanos. Tem como tema de sua pesquisa a filosofia tradicional e contemporânea e a contemplação, com foco na infância, ancestralidade e saberes femininos. Tem a poesia e a fotografia como suportes e síntese do seu pensamento.


Abre sua primeira empresa em 2003 e recebe o título de slow-designer em 2016. Atua como gerente-administrativa de 2007 a 2010 em uma franquia de ótica. Estuda e desenvolve maquiagem e visagismo a partir de 2009, quando abre estudio e ateliê que fomenta a discussão e elaboração técnica com outros profissionais de beleza e auto-estima. Utiliza-se da maquiagem como viés para a valorização feminina e fuga dos padrões sociais estipulados. De 2007 a 2010 atua como gestora e administradora da Heroína. A partir deste ano, também passa a ser assistente de criação e estilo até 2016, quando passa a atuar como designer da marca ao lado de Alexandre Linhares.

Antes da H-AL, a Heroína:


Em 2007, Alexandre Linhares retorna pra moda junto com Thifany F., criando a Heroína, onde funde seu alter-ego à história da marca. Até 2015 faz do tecido sua tela e imprime seu modo de vida e sua visão de mundo em coleções-pós-coleções, numa linearidade embaraçada em poesia irretocável. Produz filmes, poesia e desfiles, estréia na Bienal de Curitiba com o projeto "quanto um chapéu de palha", de "quadrilátero do milho" - obra desenvolvida em 4 partes que aborda a agricultura familiar frente ao alimento geneticamente modificado, fazendo relação da moda autoral com a indústria do fast-fashion, setor gigante da indústria que engolia o mercado na época. Tem seu trabalho homenageado em 2015 no Festival de Cinema Super 8 e assina o figurino de Elza Soares no espetáculo "A Mulher do Fim do Mundo" e "Elza canta e chora Lupicínio". Neste ano, perde sua musa e melhor amiga Eliana Linhares, sua irmã, vítima de um sem-fim de complicações médicas. No ano seguinte, Alexandre e Thifany passam a assinar juntos as coleções da Heroína e transacionam o nome Heroína - Alexandre Linhares para H-AL, apelido que já vinha sendo usado no endereço do site oficial e e-mail da marca. Registram a empresa como H-AL Alexandre Linhares & Thifany F.

H-AL:
A Heroína foi uma empresa que surgiu anarquicamente na lavanderia da casa dos pais do Alexandre. A empresa não possuia qualquer constituição formal, nem quando foi montado o primeiro ateliê no segundo andar do Hacienda Café em 2009. "tudo era uma profusão criativa e sendo sustentada como dava" comenta Alexandre, que lembra que neste momento era a Thifany quem financiava todo o processo. Até o nome da empresa Heroína, que surgiu oficialmente em 2007 e só foi pedido o registro junto ao IPNI em 2011 e nisso bateu num registro anterior, de 2009. Nosso advogado nos explicou que "em registros de marca acontece igual ao registro de imóveis, ganha quem registra primeiro". O processo de registro se extendeu até 2016, quando a dupla Alexandre Linhares e Thifany F. percebe que a mudança de nome veio a calhar pois precisavam se firmar oficialmente como dupla. A Thifany, que estava junto desde o início e que atuara até 2010 como administradora e gestora da marca, e de 2010 à 2015 como assistente de criação e estilo, agora ocupava um espaço na linha de frente do processo criativo e apontava todas as decisões com a mesma importância de seu sócio e percebem que a Heroína não era mais o Alexandre, e que a marca inicial foi morrendo junto de seu nome, dando lugar a um novo nascimento - quando a H-AL tem um pai e uma mãe.
A partir de 2016, Alexandre e Thifany passam a assinar juntos as coleções da Heroína e transacionam o nome Heroína - Alexandre Linhares para H-AL, apelido que ja vinha sendo usado no endereço do site oficial e email da marca. Registram a empresa como H-AL Alexandre Linhares & Thifany F., em 2017.
Seu primeiro trabalho oficialmente assinado juntos é "o Rei está Nu", de 2016, apresentado no Moda Documenta, a convite da Universidade Federal do Paraná - UFPR.


 


EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS


2019
SÍLABAS, Galeria InterArtividade, Pátio Batel, Curitiba – PR. Vídeo Arte

2018

8 VISÕES, Museu Oscar Niemeyer, Bienal Internacional de Curitiba, Curitiba – PR. Têxtil // Performance // Vídeo Arte

DESPIDA DE PALAVRAS, Estúdio Galeria Teix, Curitiba – PR. Têxtil // Instalação.


2016
CRONOGRAMA, Veg e Lev, Curitiba – PR. Têxtil // Instalação.


2014
ÊXODO BOTÂNICO, Em Casa Galeria, Curitiba – PR. Têxtil //Instalação.


2013
QUANTO UM CHAPÉU DE PALHA, Galeria Teix, Bienal Internacional de Curitiba Curitiba – PR. Têxtil // Instalação.

INTRODUÇÃO - SEMEANDO, Piola, Curitiba – PR. Têxtil.


2011
CÍRCULO, Shopping Mueller, Curitiba – PR. Têxtil.

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

2019 

SIM,SIM,SIM Galeria da OAB, Bienal Internacional de Curitiba, Curitiba – PR. Têxtil // Instalação.

2018
BANDEIRA, Festival Subtropikal, Palacete Zacarias, Curitiba – PR. Têxtil // Instalação.
PENDÊNCIAS, Solar do Barão, Bienal Internacional de Curitiba, Curitiba – PR. Têxtil // Instalação.

2016
ÍCARO E O LABIRINTO, MAC PR - Voz 

VIDAVIDEOGAME, Museu de Arte Contemporânea do Paraná, Exposição Ícaro e o Labirinto,
Curitiba – PR, 2016. Performance

VIDAVIDEOGAME, Fábrika, Exposição Arte na Fábrika, Curitiba – PR, 2016. Performance


2015
VAGINA, Arquivo Público Municipal de Antonina, exposição Material de Construção, Antonina– PR. Têxtil.

OBELISCO, Pátio Batel, exposição Tempo de Poty, Curitiba – PR. Escultura Têxtil.
MARGEM, Há Mar, Curitiba – PR. Têxtil.
SOMOS TODOS ESTRANGEIROS DEBAIXO DA CARCAÇA, Lar/Home, Curitiba – PR. Performance.


2014
FRAGMENTO DE SIM,SIM,SIM, 1º Festival Ornitorrinco, Curitiba – PR. Vídeo Performance.


2013
INDUSTRIALIZAÇÃO, Deforma, Curitiba – PR. Vídeo // Performance.


2012
VESTIDO 12, Galeria Zilda Fraletti, exposição Psych, Curitiba – PR. Têxtil.
ESTADOS D’ESPÍRITO, Vitória – ES. Têxtil.

COLEÇÕES, DESFILES, PERFORMANCES

2020

FLORES INVENTADAS, H-AL, Curitiba – PR. Performance.

2019

SOBRE O TEMPO, H-AL Coleção

RELAÇÕES SISTÊMICAS, Lab Moda, Pátio Batel, Curitiba - PR. Desfile

INEFÁVEL, O Locavorista, Curitiba - PR. Desfile

SESSÃO EXTRA, Cine Passeio, Curitiba – PR. Performance // Desfile

 

2018
PINTURA, Inove Design, Curitiba – PR. Performance.
ELIANA, SOMA Galeria, Curitiba – PR. Performance.


2017
POESIA DESILUSÓRIA, ID Fashion. Curitiba – PR. Desfile
MULAMBA, Festival Subtropikal. Ópera de Arame, Curitiba – PR. Performance
RAÍSSA FAYET, Espaço Fantástico das Artes, Curitiba – PR. Performance


2016
O REI ESTÁ NU, Casa Hoffmann, Moda Documenta, Curitiba – PR. Performance // Desfile

COSTURA PRA DENTRO, Ozenir Ancelmo, São Paulo - SP. Performance com Juliana Cortes


2015
BAUNILHA, MEMÓRIAS, BLONDE E UMA BANDEIRA COR-DE-ROSA. Curitiba – PR. Coleção.
PAREDE, Museu Oscar Niemeyer, ID Fashion, Curitiba – PR. Performance.

INDUSTRIALIZAÇÃO, Galeria Portfólio, Curitiba – PR. Performance.
MUITAS CÁRIES NUMA BOCA MALDITA, Teatro Guaíra, Curitiba – PR. Desfile // Performance.


2013
COMPACTO DUPLO, The Kettle, Curitiba – PR. Performance.


2012
ÚLTIMA SESSÃO, Fiep, Paraná Business Collection, Curitiba – PR. Desfile // Performance.
CAMISA DE FORÇA, Fiep, Paraná Business Collection, Curitiba – PR. Desfile.


2011
DEUS, Fiep, Paraná Business Collection, Curitiba – PR. Desfile.


2010
NOS SEUS OLHOS, Mercedes-Benz Fashion Week, IC!Berlin, Alemanha. Desfile.
SIM,SIM,SIM, Curitiba – PR. Performance.

FIGURINOS E CENÁRIOS

2019

ELZA SOARES - PLANETA FOME, Rock n Rio, Rio de Janeiro – RJ. Figurino

(IN)SUSTENTÁVEIS, Malbart, São Paulo - SP. Figurino

2018
RELAÇÕES, Teatro Guaíra, Curitiba – PR. Direção Carlos Laerte. Curitiba CIA de Dança Figurino
MULAMBA, show lançamento de disco, Espaço Fantástico das Artes, Curitiba – PR. Figurino e
cenário

+PRÓXIMO, grupo Fato, Sesc da Esquina, Curitiba – PR. Figurino.
O BEM AVENTURADO, Exibido durante o Festival Olhar de Cinema no Espaço Itaú de
Cinema, Curitiba – PR. Figurino Filme.
ILÍADA CANTO XIII, Sala 603, Curitiba – PR, Festival de Teatro de Curitiba. Figurino.


2017
TAYANA BARBOSA, Terminais de ônibus, Curitiba – PR. Figurino.
KILÂNIO, Muma, Curitiba – PR. Figurino.
MARIA SIL, Santos – SP. Figurino.
JULIANA CORTES, Sesc Paço, Curitiba – PR. Figurino.
ILÍADA CANTO XXII – Espaço Excêntrico, Curitiba – PR. Figurino.


2015
JARDS MACALÉ, Slainte, Curitiba – PR. Figurino.
ELZA SOARES - MULHER DO FIM DO MUNDO, Auditório Ibirapuera, São Paulo – SP. Figurino.

LETÍCIA SABATELLA - CARAVANA TONTERIA, São Paulo – SP. Figurino.
ELZA CANTA E CHORA LUPI, São Paulo – SP. Figurino.


2014
LUIZ FELIPE LEPREVOST - A FELICIDADE NEM SEMPRE É TÃO ENGRAÇADA, Barracão em Cena, Curitiba – PR. Figurino.
LETÍCIA SABATELLA - O BALÉ DA CHUVA, São Paulo, SP. Figurino Filme.


2013
JANAÍNA FELLINI, Curitiba – PR. Figurino.
CLARISSA BRUNS, Canal da Música, Curitiba – PR. Figurino.
CAMERATA ANTÍQUA, Capela Santa Maria, Curitiba – PR. Figurino.

 

na H-AL desenvolvemos peças de arte      vestíveis que carregam uma expressão legítima e genuína, sem data de validade.

 

Valorizamos a artesanalidade na produção, numa expressão bruta e pura, exaltando o processo conceitual do fabrico                                            como um objeto de arte 

                                                                               .

 

o trabalho é autoral e balizado nos parâmetros do ECO e SLOW design.  Os panos são sempre preparados com resíduos e reaproveitamento de tecidos da indúsria ou de ateliês amigos e parceiros nossos e sempre utilizados como suporte de ideias e transformados em roupas, com técnicas artesanais e manuais, sempre experimentais, de produção. A performance é  presente na concepção e fabricação das peças, onde o objeto têxtil é o produto final – e o único passível de venda – em um tratado audiovisual múltiplo.

 

                                 Distante do processo convencional  de moda, todas as peças são únicas e questionam nossa posição no mundo e nosso papel no tempo.