Evelin Cordeiro 

014

1/3

Uma vez ao ano comemoram-se as experiências e aprendizagens, os desafios e as conquistas adquiridas no decorrer do ano, reunindo novos amigos, amigos antigos, amigos verdadeiros, amigos temporários, amigos que já se foram, amigos para sempre... Amigos! Com quem compartilhamos a vida, para agregar e ampliar o círculo de amizades com seus talentos individuais e conhecimento entre todos. A festa denominada EMLUARADA sugere que a Lua possa iluminar e a Terra possa arejar para novas semeaduras e produtivas colheitas. Numa fresta entre o meio dia e a meia noite aconteceu um movimento de talento e arte musical, corporal, plástica, gastronomia, paisagismo, designer de moda... Sendo que criação do vestido representa a dicotomia da vida, assim como o Sol do meio dia e a Lua da meia noite, de um lado somos a soma de todas as experiências e conhecimentos, nossa história de vida; e do outro lado, a alma nua, a fresta que se abre para o novo, o desconhecido, o oculto, o que ainda não foi revelado e (des) coberto.

 

Evelin Cordeiro